Transforme sua vidaOlá, Ciência!A VOLTA DA POLIOMIELITE: COMO SE PROTEGER

A VOLTA DA POLIOMIELITE: COMO SE PROTEGER

Ver Mais

Por que a poliomielite está voltando? A poliomielite ou paralisia infantil foi erradicada do Brasil e por uma queda na vacinação, a doença pode voltar. Nova York declarou emergência por causa da poliomielite e o Brasil registrou um caso de paralisia em uma criança no Pará. Como se proteger da poliomielite? Quais os sintomas? Qual vacina da poliomielite tomar? A vacina injetável ou a vacina de gotinha? A volta da poliomielite é grave e neste vídeo eu vou te ensinar como se proteger e o que precisamos fazer para alcançar a erradicação da poliomielite.

00:00 Por que a poliomielite está voltando
01:14 O que é a poliomielite
02:01 Como a poliomielite causa paralisia
02:42 Qual vacina da poliomielite tomar?
03:12 Por que a poliomielite não foi erradicada
04:54 Como funciona a vacina da poliomielite
05:49 Desvantagem da vacina em gotas
06:32 Por que Nova York declarou emergência por poliomielite
07:25 Por que devemos aplicar a vacina oral
08:39 Como se proteger da poliomielite
09:53 O TSE não barrou a campanha da poliomielite
10:24 O risco de volta da poliomielite

Direção e Apresentação: Lucas Zanandrez
Roteiro: Bruna T. Maria
Revisão de Roteiro: Hipácia Werneck
Edição: Vini Marangon

☕ NOSSA LOJA: https://bit.ly/lojaolaciencia
⭐TORNE-SE MEMBRO: https://www.youtube.com/olacienciabr/join
APOIE O OLÁ, CIÊNCIA PELO PIX: olacienciapix@gmail.com

Correction:
07:13 Este vídeo foi filmado antes do caso de paralisia flácida registrado em uma criança no Pará em 06 de outubro de 2022. O caso em questão pode representar um efeito adverso raro que ocorre na frequência de 2 a 4 casos por milhão de crianças vacinadas com a vacina oral, mas ainda resta definir se a paralisia é, de fato, causada pelo vírus vacinal. Fato é que o menino não havia tomado as doses de vacina injetável, aumentando os riscos de efeito adverso da vacina oral. Apesar de ter sido encontrado vírus vacinal nas fezes da criança, trata-se de algo normal: a eliminação nas fezes pode durar semanas, sendo mais intensa nos primeiros dias após a vacinação oral. De qualquer forma, o vírus encontrado nas fezes será sequenciado para identificar se realmente é o mesmo que estava contido na vacina ou se teria vindo da comunidade, já com mutações genéticas. Somente no caso de encontrarem diferenças genéticas significativas entre o vírus das fezes e o vírus da vacina é que o caso do Pará seria semelhante ao de Nova York, em que a criança pegou o vírus oriundo da vacina do ambiente. Se o resultado indicar que o menino apresentou paralisia por causa da vacina, não poderemos afirmar que a Poliomielite voltou ao Brasil, pois trata-se de efeito colateral raro e esperado, mesmo que grave. Vale ressaltar que o fato do menino não ter completado o esquema vacinal corretamente, antes de se expor à dose oral, revela fragilidades no programa de vacinação da poliomielite no Brasil.
10:40 Considerando a urgência do tema e a falta de informações até a data de lançamento, acreditamos fortemente que o caso tenha sido descartado.

Contratos e Parcerias: olacienciacontato@gmail.com

#olaciencia #ciencia

#VOLTA #POLIOMIELITE #COMO #PROTEGER


FONTE
Duração do vídeo: 00:11:37

Transforme sua vidaOlá, Ciência!A VOLTA DA POLIOMIELITE: COMO SE PROTEGER

Top de Hoje

Veja mais

Perdida: Resenha - Pousada Nerd